Keblinger

Keblinger

Lembrança by @ritaschultz

| segunda-feira, 3 de janeiro de 2011

rosa (ost) by ritaschultz


como nos perdemos no silêncio terrível do nada
do descompromisso
partiram-se os corpos que vinculavam a vida
à arte de fazê-la vivida
e vagamos pelos dias
superficiais à tempestade no coração
sorrimos friamente para a falta
entoamos este canto invisível!
que terríveis subterfúgios buscamos para o alicerce que nos ruiu!

quando nos despedimos
eu me esqueci de tua voz
do encontro de nossas mãos…
para onde foi a força de nossos corpos
de nossa presença
do que fomos um para o outro?

tentamos escutar as palavras interditas
os olhos que desinventaram a luz
e compreendemos tardiamente
que devemos abdicar devagarinho da saudade
mas nunca do esquecimento que nos uniu

2 comentários:

{ Suzana Martins } at: 3 de janeiro de 2011 22:02 disse...

"devemos abdicar devagarinho da saudade
mas nunca do esquecimento que nos uniu "

Ah... Doces lembranças que abraçam os versos e o coração...

Beijos Ritinha!!^^

{ Tatiana Kielberman } at: 6 de janeiro de 2011 17:23 disse...

Rita, querida!

O seu dom é incomparável e inimaginável!

Obrigada por sempre nos brindar com lindas palavras!

Lembranças que aquecem a alma...

Beijos pra você!

 
Customizado por Dulce Miller

Copyright © 2010 Nostra Dolce Vita