Keblinger

Keblinger

Linha Inusitada

| sábado, 23 de novembro de 2013

@simonebrichta

Foi no descompasso em verso.  
Eu inversa no voo rasante quase amanhecendo.

Havia atalhos nas voltas em reviravoltas

e giros em círculos nos espaços vazios,  
plainando na dimensão
que ninguém sabe o vento
que fecha as pestanas sangrando.

Cinza nos dias de chuva em labaredas
(grandes e extremos excessos)
faziam nuvens  no deserto de sal
na carapaça do ovo do óvulo
que ovula e  aflora lá fora,

oceano de si, encharcado: de distancias.

Mas em linhas inusitadas e verticais no horizonte
do imenso azul nos ritmos dos tambores
ventam e inventam tessituras no papel de seda
versa lírico no emergir do olhar,
que nas asas de uma árvore bateu forte, em folhas no céu.

Nas ondas do oceano, sanguíneo e efervescente.
Nos segredos, quando declamados? em releituras
bate sem travas
no tecer de um jardim
de terra úmida com folhagens.

1 comentários:

{ Dulce Miller } at: 23 de novembro de 2013 20:12 disse...

Uau, que lindo!!!

Bom ver nosso blog renascendo!

Um beijo, Simone querida!

 
Customizado por Dulce Miller

Copyright © 2010 Nostra Dolce Vita