Keblinger

Keblinger

Minha alma. Penso. Sou?

| quinta-feira, 24 de março de 2011


Os versos que rasgaram o papel costuraram minha alma. [Suzana Martins]
Rasgo minha alma com versos tecidos em lágrimas de saudade, águas de desilusão transbordando em canções de afeto e saudade. Canto com o vento a sabedoria do tempo. Vivo a vida com amor, mesmo não sabendo decifrar esta dor... [Du]

Nego o silêncio, pássaro sem asas, voo em papel tinta de amor. Escrevo na Terra com palavras sinceras a dor dos Anjos que com poesia brotou. Na palma das minhas mãos desertas me rasgo idéias sempre que meu coração poeta e pelo olhar se entrega sem saber o que ousou. Minha alma. Meu corpo. Penso. Sou? Navegante peito. Desejo. Meus versos velejam nus em mar aberto de Escrevinhador. [Monicacompoesia]

Navegante velejando em águas profundas do pensar, escrevinhando versos. Desejos são asas. Asas podem ser partidas mas não nos fazem desistir do voo profundo que é pensar. Voamos e velejamos, nadamos nas areias do amar. Rasgamos ilusões. Minha alma quebra e se renova inteira todos os dias. Fênix de emoções. [Du]

3 comentários:

{ Multiolhares } at: 24 de março de 2011 19:27 disse...

talvez sejamos sempre eternos navegantes procurando porto seguro
bjs

{ Liberdade. } at: 25 de março de 2011 09:11 disse...

oi!passando pela primeira vez no seu cantinho.seu post é muito bom parabens!

{ Suzana Martins } at: 25 de março de 2011 20:34 disse...

Rasga a alma e costura os versos que escorre dentro de mim...

Duzinha, vc é realmente uma fada!! Amei a mudança!!^^

 
Customizado por Dulce Miller

Copyright © 2010 Nostra Dolce Vita