Keblinger

Keblinger

Fere Fera by @camilapassatuto & @fbbraun

| sábado, 16 de abril de 2011

Movimenta os lábios, navalha-se
E no beijo, apunhala pela frente.
Ao calar é carrasco do próprio cortar.
Sem machado,
Sem escapatória,
Então
Morto pelo próprio punhal,
O desejo...


( By Camila Passatuto e Flávia Braun)

5 comentários:

{ Luis Eustáquio Soares } at: 16 de abril de 2011 19:49 disse...

não, morto não, vivo pelo próprio umbral, o desejo.
b
l

{ Nielson Alves } at: 17 de abril de 2011 23:04 disse...

Gostei muito do blog,vou ficar por aqui admirando o que vcs escrevem!

bjs

{ Weslley M. Almeida } at: 17 de abril de 2011 23:49 disse...

Píncípio da Morte e Princípio do Prazer. Freud iria degustar este poema como síntese de suas elocubrações - e aplaudiria.
Parabéns...

{ glória } at: 18 de abril de 2011 06:58 disse...

Uau! Camila e Flávia juntas entremeando prazer e beleza. O desejo não cessa de perfurar as superfícies planas das zonas de conforto. Sou fã das duas.

bjs

{ José Sousa } at: 18 de abril de 2011 16:48 disse...

Olá amigo!
Gosto da forma que escreve os seus textos! Gostei e continue que eu venho. Quero convida-lo a aparecer lá no meu blogue mais novo em:
http://transpondo-barreiras.blogspot.com

Um abração e bela samana.

 
Customizado por Dulce Miller

Copyright © 2010 Nostra Dolce Vita