Keblinger

Keblinger

Construção by @ValcirMachado

| quarta-feira, 14 de setembro de 2011

Se é verdade que uma inocente mentira 
pode romper o mais lindo amor, 
Que meu peito escorra dos olhos 
em francas lágrimas de arrependimento.
Nem me importa mais sua crença, se do que sinto bem sei.

E vou-me construindo em vidas,
repetidas vidas,
entre as navalhas dos ensinos a lapidarem o meu ser amorfo.

Nos semblantes difusos
Beiras e bordas desalinham o corpo da alma
Como se renegassem o que somos: uma construção.


Imagem daqui

1 comentários:

{ Rita Schultz } at: 15 de setembro de 2011 09:45 disse...

estamos sempre nos construindo, a cada amanhecer, a cada pensamento, a cada semblante. 'o novo sempre vem'.
um beijo, poeta!

 
Customizado por Dulce Miller

Copyright © 2010 Nostra Dolce Vita