Keblinger

Keblinger

As cores da ilusão by @pirlimpimpimm @fbbraun @simonebrichta & @gloriadioge

| terça-feira, 21 de junho de 2011

Somos e estamos dispersos entre as estrelas que pisamos todos os dias no sol das ilusões. Cegamos para o óbvio. [Du]

Mas precisamos pisar em mares de estrelas e voar em nuvens de ilusão, pra chegarmos com estímulos ao duro cotidiano que nos espera.... não devemos nos cegar, apenas acrescentar a luz e a harmonia dos sonhos no dia a dia.... [Flávia]

Harmonia desencontrada em sintonias de estações frias. Cegamos ilusões, mas sonhamos alegria. A vida não é só agonia, existe a companhia do ser-estar-amar. Navegando em ondas de emoções, é preciso continuar... [Du]

Sempre e pra sempre, avante... no oceano de vida-ilusão-verdade-emoção. Vamos tentando manter o equilíbrio, nessa mágica que é o caminho das palavras que nos guia... mas sem perder a alegria e com um toque de ousadia e pitadas de loucura... isso é viver. [Flavia]

O sol vem iluminar meus dias, com a alegria incontida nos pensamentos que elevam minhas mãos em oração. Privilegiada, nossa união. [Du]

E escurecem os pincéis
de molho no copo d'agua
cor da tinta misturada.
Céu da noite, o sol aquarela desbota.
As cores do dia no fim de tarde. [Simone]

O escuro vai instalando noite nos corpos. reparem nas cortinas, nas grades das janelas, nas travas que deixam ao relento a luz do sol. sentimento é quando a vida entra arrebatada e senta. nem pede licença. eu tenho fome, também, de ilusão. essa visita de sensação inventada. quero isso e aquilo. luz e vácuo. mentira e verdade. quero apenas criação. [Glória]

Imagem daqui

2 comentários:

{ Marcio Ribeiro } at: 21 de junho de 2011 10:40 disse...

Mto legaw ... belas palavras ... o time tá entrosado hein !!! Assim vcs vão longe !!! Grande abraç(o_____

{ glória } at: 21 de junho de 2011 10:59 disse...

lindo! vou aqui continuando...

O escuro vai instalando noite nos corpos. reparem nas cortinas, nas grades das janelas, nas travas que deixam ao relento a luz do sol. sentimento é quando a vida entra arrebatada e senta. nem pede licença. eu tenho fome, também, de ilusão. essa visita de sensação inventada. quero isso e aquilo. luz e vácuo. mentira e verdade. quero apenas criação.

 
Customizado por Dulce Miller

Copyright © 2010 Nostra Dolce Vita